jusbrasil.com.br
21 de Setembro de 2019

Médico ofendido no exercício da profissão. O que fazer?

Rafael Rocha Filho, Advogado
Publicado por Rafael Rocha Filho
há 18 dias

O exercício da medicina, como profissão de alto valor social e coletivo, envolve a prestação de um serviço que cuida dos bens mais valiosos do indivíduo: sua saúde, integridade física e a própria vida.

Não raras vezes, o estresse da atividade, angústia e apreensão podem levar a situações de ofensas praticadas por pacientes, familiares, a mídia e agentes públicos contra o médico, no exercício de sua profissão.

O que pode ser feito nessa situação?

Quando isso acontecer, você que foi atingido tem o direito de requerer o DESAGRAVO PÚBLICO, medida tomada pelo Conselho Regional de Medicina que, atuando como a coletividade dos profissionais, irá se manifestar defendendo as prerrogativas do profissional, expondo o seu valor e desaprovando a conduta ofensiva perpetrada, como previsto no Capítulo II, VII, do Código de Ética Médica.

O desagravo não é apenas uma nota de repúdio, mas uma demonstração da coesão da classe em prol do atingido, de sua solidariedade e espírito coletivo contra uma injusta agressão que mereça ser repelida.

Embora seja uma faculdade do ofendido requerer o desagravo, sempre que houver alguma ofensa às suas prerrogativas é importante que essa medida seja solicitada, sob pena de se ver, a cada dia, mais violações que seguirão impunes ou anônimas.

Agradeço a visita.

Saiba mais em: www.defesamedicogo.com.br

Siga as minhas redes sociais:

https://www.facebook.com/rafael.rocha.52

https://www.instagram.com/dr.rafaelrochafilho/

https://www.linkedin.com/in/rafael-rocha-filho-89b049a4/

3 Comentários

Faça um comentário construtivo para esse documento.

Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "GRITAR" ;)

Ninguém pode ser ofendido, funcionários público tem uma proteção especial que os privados nao.

a ofença é sinônimo de falta de educação, não são só medicos, os empresários por exemplo estão sendo ofendidos dentro da propria justiça civel e trabalhista quando 99% perdem ações mesmo com razão de vencer , eis o ativismo judiciario.
comerciarios e comerciantes são ofendidos diariamente pelo abuso dos consumidores que provocam sem saber quais são seus limites e se forem reclamar ainda saem com uma gorda indenização

minha sugestão é processe quem te ofender não importa quem quer que seja ofendeu PROCESSE.. continuar lendo

Muito bom pena que na prática nada disso funcione. O CREMERJ foi acionado várias vezes e NADA fez . (protocolo 10117427 EM 30/11/2010
protocolo 10117111 EM 24/11/2010
protocolo 10160940 EM 01/06/2012
protocolo 10160941 EM 01/06/2012
protocolo 10161563 EM 12/06/2012
protocolo 10166370 EM 08/08/2012 )
O TJRJ foi acionado e NADA fez e até ir ao STF fui . ( MEDIDA CAUTELAR NA RECLAMAÇÃO 23.230 RIO DE JANEIRO)
Assim muito bonita a letra da lei mas de nada vale quando o AGRESSOR é o próprio ESTADO continuar lendo

Desculpe a franqueza, mas o desagravo não é nada. Para mim, desagravo soa meio como corporativismo: a classe toda se junta e diz: não gostamos. Mas, na prática, onde isso dói para quem perpetuou o ato? Em lugar algum. continuar lendo